Está lançado na internet o Movimento Brasília Capital do Rock, agora você pode nos ajudar a criar um ambiente melhor para o estilo contestador e com identidade própria em nossa cidade. Leia, divulgue e assine o abaixo assinado abaixo:
que
“Não há mais mentiras nem verdades aqui
Só há música urbana.”
(Renato Russo)

 

O rock de Brasília precisa se reinventar. Não na forma de seus arranjos e, sim, no relacionamento como música urbana, que emerge da cidade sem esquinas diretamente para o consciente público. O rock que fervilhou deixando marcas em duas décadas – 1980 e 1990 –, e nos deu o título de “Capital do Rock”, continua vivo, mas sem a consideração e o apoio que lhe é devido.

Acidade que foi colocada no mapa cultural do país ao exportar bandas de sucesso como Legião Urbana, Capital Inicial, Plebe Rude e Raimundos, vem assistindo, na última década, a marginalização da sua mais celebrada vocação musical. Ao contrário de outras capitais, como o Rio, berço do samba; Salvador, com o axé; e Recife, do frevo, Brasília não investiu na manutenção do patrimônio cultural que a tornou referência em todo o país. Com as mudanças no mercado musical, apesar de ainda ser um celeiro de talentos do rock e de organizar vários festivais de grande e médio porte, a cidade não exporta mais sua música e não surpreende mais o Brasil.

Brasília precisa ver o rock com outros olhos. Afinal, marginalizar o estilo é negar a nossa maior vocação para a música e o símbolo cultural mais forte produzido pela cidade em seus 51 anos de vida. Por isso, não queremos esforços pontuais. Queremos uma política estruturante. Ações coordenadas que permitam com que toda a cadeia produtiva do rock seja fortalecida, gerando benefícios culturais, sociais e econômicos para a cidade.

É nesse contexto que nós – músicos, produtores, jornalistas, coletivos de cultura, agitadores culturais e profissionais independentes – ligados a toda a cadeia produtiva em torno do rock de Brasília, nos reunimos em um movimento que pretende reestruturar a cena no Distrito Federal e Entorno. Sabemos que para isso, além de nos organizarmos, precisamos contar com a parceria dos cidadãos brasilienses e do poder público. E desde já contamos com isso! Vamos defender o rock como um patrimônio nosso! Vamos fazer do nosso rock ferramenta de inclusão social e fortalecimento econômico! Vamos fazer com que nossa principal vertente musical volte a ser motivo de orgulho para Brasília e para o Brasil.

Movimento Brasília Capital do Rock!

 

“Até quando esperar a plebe ajoelhar
Esperando a ajuda de Deus.”
(Philippe Seabra e André X)

 

Fico feliz de ser um dos fundadores desse movimento, reconheço que a luta ainda está longe de ser vencida,  mas com o apoio de todos vocês, poderemos criar algo bom para a cultura da nossa cidade. Esse levante é legítimo e não busca uma cruzada contra os outros estilos musicais, e sim, validar e valorizar o rock como a nossa melhor marca, conquistada em apenas 51 anos de vida, graças a dedicação, letras, composições e acordes de muitos artistas que inspiraram gerações e alcançaram todas as fronteiras do nosso país.

O lançamento oficial será no final de janeiro com um grande show, até lá necessitamos de milhares de assinaturas no abaixo assinado. E em breve as ações serão em conjunto com uma Frente Parlamentar de Apoio ao Rock, liderada pelo deputado distrital Prof. Israel Batista.

Cristiano Porfírio

Jornalista e Agitador Cultural

Comente, sugira, divulgue e faça parte. É um convite aberto a todos que curtem o rock, independente de profissão, credo e cor. #EstamosJuntos

Caso você concorde com o Movimento Brasília Capital do Rock, convido-o a assinar o abaixo assinado (clique aqui) e nos ajude a dar legitimidade. Obrigado!

Acesse o blog do movimento, clicando na imagem:

OBS: Em relação ao preenchimento do abaixo assinado, o campo CPF não é obrigatório, e caso você faça parte de alguma banda, se identifique no campo “informações opcionais – comentário público”


Post de Cristiano Porfirio

Cristiano Porfirio Já publicou 1316 posts nesse site.