As notícias que chegam sobre o “Metal Open Air”, festival de Heavy Metal programado para acontecer esse final de semana em São Luís do Maranhão não são nada boas.

Ao longo da semana tivemos notícias de cancelamento de bandas, a desgramenta da ECAD tentando cancelar o evento e fornecedores reclamando dos bolsos vazios.

Quando anunciaram um evento desse porte pensei: Esses caras são corajosos, afinal em Brasília já não é nada fácil organizar eventos grandes, imagine o desafio de organizar algo assim imenso, no extremo nordeste do país, sem o apoio de mídia, patrocinadores e ainda bater de frente com a cultura nordestina.

Fiquei feliz por ver que estava tudo dando certo. Quer dizer, parecia né?

Os relatos do blog collectors room não são nada animadores, leia abaixo. Se apenas alguns desses fatos forem verdade, já serão suficientes para gerar o caos. Daí, só resta sentar e chorar. Infelizmente!

20/04/2012
Mais informações sobre o caos no Metal Open Air

Durante toda a quinta-feira, recebi diversos relatos sobre os problemas apresentados pelo Metal Open Air, festival que acontece neste final de semana em São Luís, no Maranhão. Para dar uma geral da situação geral das coisas, compilei tudo o que consegui levantar e averiguar.

Que fique claro que tudo que está escrito abaixo tem a função apenas de informar quem foi, pretende ir ou está interessado no MOA. Sempre apoiei o festival aqui na Collector’s Room, inclusive revelando, com exclusividade e em primeira mão, quais bandas tocariam no evento muito antes do anúncio oficial.

Portanto, quero acreditar que tudo o que está escrito abaixo sejam apenas especulações, mas, ao que tudo indica, estamos próximos de presenciar um evento que tinha tudo para ser histórico entrar para a história como um dos maiores fracassos já vistos nos últimos tempos, infelizmente.

O que eu sei, e divido com vocês, é isso:

as bandas participantes receberam o cronograma com a programação do festival dois dias antes do evento

a produção do festival não pagou o cachê e nem as passagens das bandas nacionais, o que fez com que Hangar, Headhunter D.C., Terra Prima e Stress cancelassem as suas apresentações. O que se fala nos bastidores é que mais bandas cancelarão os seus shows ainda hoje

os seguranças contratados não receberam nenhum tostão, e, por isso, as empresas terceirizadas que iriam fazer a segurança do MOA mandaram os seus funcionários se retirarem do local

o Corpo de Bombeiros de São Luís fez uma vistoria e não aprovou as condições do Parque Independência, local onde o festival será realizado. Para vocês terem uma ideia, nem extintor de incêndio o local tem. Ou seja, é um caos anunciado

as pessoas que chegaram para o camping ontem, dia 19/04, não puderam entrar porque, segundo a assessoria de imprensa, as pulseiras não estavam prontas. Essa é uma desculpa meio sem sentido. Em um evento deste porte, as pulseiras, ingressos, crachás e afins precisam ficar prontos com muita antecedência. Se isso for verdade, quem está promovendo o evento só atesta a sua total falta de capacidade

no local do camping, que foi vendido como um dos diferenciais em pacotes de ingressos, não há luz, banheiros e nem alimentação. A infra-estrutura é precária. As empresas que fariam isso se retiraram do local por falta de pagamento da produção

segundo o que levantei com diversas pessoas com acesso aos bastidores, ao que parece ouve um racha entre as produtoras envolvidas no evento, a Lamparina, de São Luís, e a Negri Concerts, de São Paulo. Por esse motivo, o equipamento de som e os técnicos, que viriam de São Paulo, não vão mais para o Maranhão, e a equipe de Lamparina está desesperada entrando em contato com os grupos de micareta da região para conseguir “montar” um equipamento de som para o festival. Resumindo: o heavy metal tem uma sonoridade muito específica, não apenas totalmente diferente da micareta, mas que também exige mixagens e ajustes minuciosos, ainda mais em um evento ao ar livre. Traduzindo: se o festival acontecer, o som será de péssima qualidade

seria por essa razão que o palco do festival ainda não estava pronto nesta quinta-feira, véspera do evento: a produção ainda não tem o equipamento para realizar os shows. Qualquer pessoa que acompanha eventos grandes sabe que os palcos são montados com dias de antecedência

além disso, os camarins dos músicos não estavam prontos na véspera do festival. Isso é, sinceramente, inadmissível

sobre os vistos dos músicos, fator que levou o Venom a cancelar a sua apresentação no MOA, é outro ponto que gera muita discussão. Conseguir os vistos para os músicos contratados para um festival é uma das primeiras ações que a produção de um evento precisa fazer. Deixar isso para a última hora, com um dos headliners cancelando a sua apresentação na véspera, é outra prova de amadorismo e despreparo de quem está organizando o MOA. Segundo informações que levantei, o Saxon e outras bandas internacionais estão enfrentando problemas similares e podem cancelar as suas apresentações no Metal Open Air a qualquer momento

o Procon de São Luís realizou uma reunião com os produtores do evento no final desta quinta-feira, dia 19 de abril, onde fez os organizadores assinarem um termo de ajuste de todos os problemas encontrados no local do evento. Se esses problemas não foram solucionados hoje, sexta-feira, dia 20 de abril, até às 13:30 hs, o festival será cancelado

Mais informações sobre a situação do Metal Open Air a qualquer momento.

Link original: http://collectorsroom.blogspot.com.br/2011/03/human-abstract-assista-o-clipe-da-faixa.html

Post de Cristiano Porfirio

Cristiano Porfirio Já publicou 1350 posts nesse site.