“Deadpool 2” estreia com um desafio e tanto, superar seu antecessor, um filme extremamente divertido, baseado em um personagem de histórias em quadrinhos que faturou a cifra extraordinária de US$ 783 milhões em todo mundo. Extraordinária inclusive por ter custado a bagatela de US$ 783 milhões.

A sequência cinematográfica do anti-herói mais zoeiro de todos os tempos é dirigida por David Leitch, que atraiu a atenção da Fox pelo ótimo “Atômica” (2017). Estruturalmente, “Deadpool 2” é inferior ao seu precursor, mas isto está longe de significar que o filme é ruim, pelo contrário. O problema é que o roteiro a cargo de Rhett Reese, Paul Wernick e Ryan Reynolds tem escolhas duvidosas, por exemplo, um dos arcos importantes tem duração que chega a incomodar.

Em compensação, “Deadpool 2” é o rei das galhofas, todas as piadas e citações que foram apresentadas na primeira produção, desta vez foram multiplicadas e funcionam, com destaque para o impagável carisma de Ryan Reynolds. Gostaria de falar sobre inusitadas participações especiais, mas como spoiler não é o meu forte, deixo para você conferi-las no cinema.

Interessante que mesmo em meio a tanta zoeira, a produção ainda arrumou espaço para discutir questões politicamente corretas e de cunho religioso, ambos inseridas no texto sem forçar a barra.

Violência? Ah, esta também foi amplificada, o que abre espaço para contemplar na tela dois personagens do mundo Marvel que os fãs sempre desejaram ver em ação de forma digna e ‘caindo’ na porrada, um deles é o gigante de metal conhecido por Colossus (Stefan Kapicic) e o outro é … assista ao filme, spoiler aqui não tem vez.

O ator Josh Brolin, após viver o vilão megalomaníaco Thanos em V:GI, também se destaca no papel de Cable, mas bacana mesmo é a personagem Dominó, vivida por Zazie Beets.

Enfim, “Deadpool 2” não é um filme que dá para escrever muito sobre, pois existe o risco real de se entregar algo importante. Apenas vá ao cinema, curta as cenas de ação que estão muito bem coreografadas, as impagáveis piadas e citações e efeitos especiais bacanudos.

Ow, não saia do cinema antes dos créditos, como de praxe, tem cenas bem legais que merecem ser conferidas.

Sempre na rota, com estrada pavimentada, enquanto o primeiro Deadpool merece um 8,5, este um pouco inferior, mas igualmente divertido vale um 7,5. Recomendo!

TRAILER

Post de Cristiano Porfirio

Cristiano Porfirio Já publicou 1358 posts nesse site.