Mais uma série de boas sugestões de bandas novas do rock nacional por Renan Esteves, desta vez a seleção vem de artistas da Bahia, confira!

Hoje na terceira edição do Conexão Nacional, vamos entrar no ritmo do rock baiano com quatro bandas da terrinha. Passearemos pelo Rock Alternativo, Indie Rock, Hard Rock e MPB.

A banda Cascadura também chamada de Dr. Cascadura influenciou uma geração de bandas como Pitty, Vivendo do Ócio e Canto dos Malditos na Terra do Nunca, ambas também da Bahia.  A banda já antecipou em seu site e nas redes sócias que encerrará suas atividades no final do ano, assim que terminar a turnê batizada de Cascadura das Antigas. Formada por Fábio Cascadura (voz e guitarra), Thiago Trad (guitarra), Du Txai (guitarra e voz), Cadinho (baixo e voz) e Nielton Marinho (percussão) a banda possui como uma de suas influências musicais o grupo camisa de Vênus e o cantor Raul Seixas.  A banda surgiu em 1992 e já lançou cinco álbuns de estúdio e um DVD ao vivo. Dentre algumas canções que merecem destaque estão A mulher de roxo, que conta com a participação da cantora Pitty e Soteropolitana, que foi eleita uma das 25 melhores músicas brasileira de 2012, segundo a Revista Rolling Stone.  Para maiores informações: bandacascadura.com.

Cascadura – Soteropolitana:

Cascadura – Queda Livre:

Uma das principais revelações do ano de 2010, a banda Maglore levou seu Rock Alternativo com MPB no seu cd de estréia chamado Veroz, lançado em 2010. Formada em 2009 por um trocadilho extraído das palavras “Minha glória”, do inglês “My glory”, seu som remete a uma mistura de rock tropical com cores vibrantes em seus clipes. Atualmente junto  com  Rio Grande do Norte e Ceará formam uma cena rock forte pelo nordeste que vem ganhando destaque dentro do segmento no Brasil.  A banda tem, na sua atual formação, Teago Oliveira (voz e guitarras), Rodrigo Damati (contrabaixo) e Felipe Dieder (bateria).  Canções como Demodê e A sete chaves tiveram bastante sucesso com seus clipes principalmente por parte da MTV em 2010. Em 2012, receberam a indicação ao Prêmio da Música Brasileira de 2012 devido ao cd Veloz.  A banda já lançou três discos até agora, sendo que o último deles recém lançado com o nome III tem recebido bastantes elogios da crítica especializada, sendo já considerado como um dos melhores álbuns de rock brasileiro de 2015. Vale lembrar que a banda foi confirmada nessa semana como uma das atrações do festival Lollapalooza, que será realizado nos dias 12 e 13 de março no Autódromo de Interlagos em São Paulo. Mais informações em maglore.com.br.

Maglore – Demodê:

Maglore – Mantra:

A terceira atração de hoje fica por conta da cantora Pitty que continua ganhando adeptos do Pop e do Rock nacional.  A banda surgiu no início da década de 2000 fazendo alvoroço com a música Máscara, que já foi tocada em novela da globo e recebeu o prêmio de artista revelação pelo extinto VMB da MTV Brasil em 2003. Já tocaram em festivais aqui no Brasil como Rock in Rio e Lollapalooza. Possuem quatro discos lançados em sua discografia que são: Admirável chip novo, Anacrônico, Chiaroscuro e Sete vidas.  Durante o período de intervalo de sua banda, Pitty embarcou no seu projeto pessoal chamado Agridoce que misturavam influências de Folk e música experimental em suas letras. A formação conta com Pitty (vocais), Martin Mendonça (guitarra e vocal de apoio), Dudu Machado (bateria), Guilherme Almeida (baixo) e Paulo Kishimoto (teclados).  Um dos ex integrantes da banda era o guitarrista Peu Sousa que cometeu suicídio em maio de 2013, tendo participado apenas do cd de estréia que foi o Admirável Chip Novo. Ao lado de bandas como Cachorro Grande, Matanza, Tihuana e Dead Fish levantaram um pouco da cena rock na década de 2000, após perdas de bandas como Legião Urbana e Raimundos (com a saída de Rodolfo Abrantes). Quem quiser conhecer melhor a banda o endereço é Pitty.com.br.

Pitty – Mascara:

Pitty – Serpente:

Fechando a edição do Conexão Nacional, vamos embarcar no Indie Rock animador dos rapazes do Vivendo do Ócio. O grupo surgiu em 2006 na própria capital baiana, com referências de bandas como Rolling Stones, Beatles, The Strokes, The Hives e Arctic Monkeys.  O VDO começou suas atividades quando os amigos Jajá Cardoso (voz e guitarra) e Luca Bori (baixo), fizeram um anúncio na internet precisando de um baterista. Dessa forma, recrutaram Mamede e em seguida Davide Bori (guitarra) chega para completar o grupo.  Até agora lançaram quatro CDs e um EP. Seu mais novo disco tem o nome de Selva Mundo e será lançado esse mês em formato digital, já as cópias físicas serão disponibilizadas em outubro. Esse será o primeiro disco 100% lançado de forma independente por crowdfunding, que nada mais é que uma espécie de financiamento coletivo em que os ouvintes depositam certa quantia até completar o valor estipulado para a produção do álbum.  O Vivendo do Ócio mistura letras que vão de letras que falam da cidade de Salvador, trechos de livro do escritor Jorge Amado a sexo, bebedeiras e ciladas amorosas.  Possuem uma vasta bagagem em países como Holanda, Itália e Inglaterra, em que produziram seus clipes e fizeram alguns shows, passando por festivais como Goiânia Noise, Porão do Rock, Bananada e Lollapalooza.  Informações no seu site vivendodoocio.com.

Vivendo do Ócio – Radioatividade:

Vivendo do Ócio – Silas:

Post de Renan Esteves

Renan Esteves Já publicou 9 posts nesse site.