Pearl Jam – 17 de novembro de 2015 – Estádio Nacional Mané Garrincha – Brasília/DF – Turnê Lightning Bolt

A chuva – torrencial em alguns momentos – que tomou conta da Capital Federal a tarde, não perdurou até a noite, um alívio para a plateia de 30 mil sedentos pelo Pearl Jam, a maior banda representante do rock grunge, oriunda dos anos 90. A chuva inclusive virou motivo de uma das intervenções do vocalista Eddie Vedder, ao mencionar que o clima de Brasília era muito parecido com o de Seattle, cidade berço do grupo.

A banda, geralmente conhecida por sua pontualidade britânica, atrasou em uma hora o espetáculo previsto para ter início às 20h30, graças a milhares de pessoas, que por problemas diversos, como a falta de pontualidade em espetáculos e ingressos falsos lotavam as filas do lado de fora.

Os shows do Pearl Jam, além da ótima presença de palco, são reconhecidos com destaque por outros motivos, como a aceleração gradual do espetáculo, que sempre tem início com uma música mais cadenciada e também pelos repertórios exclusivos para cada apresentação. Os fãs de Brasília foram agraciados com nada menos que 12 canções que ainda não haviam sido executadas nesta turnê Sulamericana, foram elas: “In My Tree”, “Brain of J”, “Wash”, “Tremor Christ”, “Habit”, “My Father’s Son”, “Last Exit”, “Leash”, “Supersonic”, “Redemption Song” (Bob Marley), “Crazy Mary” (Victoria Williams) e “Rain” (The Beatles). Muitos lamentaram a ausência da canção icônica “Black”,  mas a bem da verdade, o repertório foi tão surpreendente que esta falta pode ser completamente perdoável.

O vocalista emocionou a todos em vários momentos, como quando se esforçou para se comunicar em português ou durante as execuções de “Redemption Song” (Bob Marley) e Mother (Pink Floyd), voz e violão em parceria com Stone Gossard.

Repleto de pontos altos como nas execuções de “Do the Evolution”, “Alive” e “Even Flow”, ao atender pedidos da plateia em “Why Go” e “Leash” ou exibir um videoclipe com imagens da nossa cidade durante “Given to Fly”, o espetáculo proporcionado pelo Pearl Jam durante três horas, traduzidas em 35 canções, atesta o quanto a banda está cada vez mais segura e madura, alcançando um posto de destaque no show business ocupado por gigantes como KISS, U2, Iron Maiden e outros.

P.S.1.: As pessoas que sempre reclamaram da acústica no Estádio Nacional, foram presentadas desta vez com um som impecável.

P.S.2.: Muito engraçado quando Vedder reclamou da quantidade de insetos. Gringo, cuidado com o mosquito da dengue. rsrsrs

Abaixo, conheça o repertório e uma seleção de fotos. Espero que goste!

Repertório:

Pearl Jam Setlist Estádio Mané Garrincha, Brasília, Brazil 2015, 2015 Latin American Tour

O show em 25 fotos:
(clique nas fotos para visualizar em alta resolução)

IMG_4511 IMG_4620 IMG_4633 IMG_4658 IMG_4695 IMG_4710 IMG_4736 IMG_4752 IMG_4767 IMG_4788 IMG_4818 IMG_3847 IMG_3878 IMG_3882 IMG_3925 IMG_3931 IMG_3937 IMG_3944 IMG_4077 IMG_4126 IMG_4201 IMG_4281 IMG_4373 IMG_4456 IMG_4505Crédito das fotos: Cristiano Porfírio

Post de Cristiano Porfirio

Cristiano Porfirio Já publicou 1302 posts nesse site.